• A nossa aventura

    A Madrinha do meu filho

    É a pessoa mais forte que conheço, daquelas que move mundos e fundos por quem gosta. É corajosa, das mais corajosas que já vi, e enfrenta o mundo com uma força inexplicável, mesmo quando este a atira o chão. Encara a vida de frente e nunca a vi desistir de nada. Já não sei à quantos anos faz parte da minha vida. São tantos, mas tantos que já lhes perdi a conta. E nunca, em ano nenhum, me desiludiste. A vida encarregou-se de nos juntar a toda a força, mesmo quando nós próprias  não o sabíamos (de que outra maneira poderia ser se já brincávamos juntas e nem nos lembramos?).…

  • A nossa aventura

    Papá… OBRIGADA!

      “Soubeste que eu vinha a caminho bem antes da mamã. Dizes ter sido instinto, mas eu acho que não papá. Acho que era o meu amor a entrar no teu coração. A barriga ainda não tinha começado a crescer e ninguém sabia que eu existia mas eu já tinha a certeza que tu me amavas mais que tudo e farias tudo para eu ser feliz porque mesmo sem nunca teres visto a minha carinha, eu já fazia parte de ti. Quando nasci estiveste lá, ao lado a mamã. Sorriste com ela, choraste com ela e deixaste que o amor dela inundasse a nossa casa e os nossos coração. Foram…

  • A nossa aventura

    Para ti mãe, que estás cansada

    “Sei que os dias são repletos de esforços que ninguém repara ou dá valor. Não reparam nas noites em que não te deixo dormir porque algo me incomoda, nas vezes em que não te dei tempo, nem mesmo para tomar um duche, nas refeições que não tomaste ou que quando o tentaste fazer já estavam geladas e em todas as vezes que engoliste o teu choro para cuidares do meu. Ninguém repara quando estás a cair de cansaço e mesmo assim me dás mais um bocadinho de ti para que eu seja mais feliz. Mãe. Confia em ti, sim?! Esta aventura é dos dois. Sei que por vezes vai ser…

  • A nossa aventura

    Os meus 11 conselhos para mães de 1.ª Viagem

    Estes são alguns dos conselhos que eu gostava muito que me tivessem dado. Espero que vos ajudem nesta maravilhosa aventura. 1.  Não Julgues outras mães. Cada uma de nós é como cada qual e todas somos diferentes. Uma coisa é certa, Amamentando ou dando o biberão, com fraldas descartáveis ou reutilizáveis, andado no carrinho ou no pano, todas nós procuramos o que achamos melhor para os nossos filhos 2.  Nunca digas nunca. Lembras-te daquela mãe que estava a lidar com uma birra tremenda num supermercado e pensas-te para ti mesma que o teu filho nunca teria essa hipótese? Amanhã poderás ser tu. Quando passares por essa mãe, sorri-lhe. Provavelmente é aquilo que…

  • Give Away

    Mega Give Away

    Quando decidi  iniciar este blog nunca esperei ter este alcance! Principalmente num tão curto espaço de tempo! Nunca sequer me passou pela ideia que em menos de um mês mais de 1000 pessoas começassem a seguir a pagina de facebook onde compartilho os meus textos, as minhas imagens e as nossas fotos. Para vos agradecer a todos e como 1000 é um numero bem redondinho, quem pode ganhar miminhos são vocês ! E que miminhos fabulosos! Começa hoje e termina no dia 17 d março às 23h59m. O vencedor será anunciados nos comentários da publicação após confirmadas todas as condições 🙂 Para isso contei com as maravilhosas páginas: Âmbar Bebé :…

  • A nossa aventura

    Esta noite fui em que precisei de ti

    Esta noite precisei de ti. Precisei do teu toque. Do teu cheiro. De te sentir bem pertinho. Sabes meu amor, a mãe às vezes também precisa do teu colinho, também tem dúvidas e medos. O sono não chegava e a mente estava num turbilhão e sabia que só tu me tranquilizarias. Peguei-te no colo e coloquei-te na nossa cama e aninhas-te te a mim e naquele exato momento eu soube que o mundo estava novamente no lugar. Senti o teu calor, o teu respirar, o teu cheiro e tentei guardar no meu coração todos os detalhes para quando achares que és demasiado crescido para vires para a minha cama, poder recordar.…

  • Opinando

    Por todas nós… MULHERES

    “A mulher não é só casa mulher-loiça, mulher-cama ela é também mulher-asa, mulher-força, mulher-chama  E é preciso dizer dessa antiga condição a mulher soube trazer a cabeça e o coração  Trouxe a fábrica ao seu lar e ordenado à cozinha e impôs a trabalhar a razão que sempre tinha (…) Desde que as coisas se tornem naquilo que a gente quer é igual dizer meu homem ou dizer minha mulher”  (Mulher, de Ary dos Santos)   Para mim este dia não se resume a celebrar a nossa condição de mulheres, muito menos se traduz num jantar com mil e uma loucuras, ou passar o dia sem fazer nada. Este dia…

  • A nossa aventura

    NUNCA IRÁS CHORAR ATÉ ADORMECER… PROMETO

    Quando ainda estava grávida li numa pagina de facebook (já não consigo precisar qual) uma história relativamente à visita de um padre a diversos orfanatos. Em todos os orfanatos, na ala dos bebés, existia choro e alguém a acompanha-los e a dar o melhor de si até que num estava tudo em silêncio. Cerca de 100 berços ocupados e não se ouvia qualquer barulho. Como seria possível? A assistente explicou que os deixavam chorar. Choravam horas a fio, durante dias até que desistiam, calavam-se pois percebiam que ninguém os iria socorrer. Nesse dia filho, jurei que isso nunca te iria acontecer, nunca haverias de chorar até adormecer sem um colo,…

  • A nossa aventura

    Birras, birras e mais Birras!

    Já não é a primeira, segunda ou terceira vez que o José faz birras em público. É um bebé e é perfeitamente normal que o faça, até porque está a entrar na fase de se descobrir enquanto pessoa com vontades próprias, desejos, medos e é a sua maneira de se expressar… Normalmente, abraço-o e vamos para um local mais calmo e por entre muitos carinhos, colinho, mimos e maminha vai acalmando e voltamos a ser os dois. Mas normalmente, no meio de toda a pressão, de toda a ansiedade que a situação só por si já acarreta, existem sempre olhares, sussurros ou mesmo comentários relativamente à nossa prestação como mães…

  • A nossa aventura

    Aqueles de quem ninguém fala

    Hoje levantamo-nos cedo. Sentei-me com o JM a tomar o pequeno-almoço na sala, após a maminha, fruta e panquecas para ele e para a mãe uma torrada e um galão. No meio da brincadeira, carregamos no botão do comando que mudou de canal. Congelei. A dor invadiu todo o meu corpo. As imagens ficaram gravadas na minha cabeça, alma e coração. Tornei-me mais pequena do que um grão de areia. Os meus olhos, sem que eu desse conta, começaram a jorrar agua. O José riu, alheio a tudo o que se estava a passar à sua volta e à informação que vinha da televisão. Peguei-o e abracei-o com força. Não…