A nossa aventura

Os meus 11 conselhos para mães de 1.ª Viagem

Estes são alguns dos conselhos que eu gostava muito que me tivessem dado. Espero que vos ajudem nesta maravilhosa aventura.

1.  Não Julgues outras mães. Cada uma de nós é como cada qual e todas somos diferentes. Uma coisa é certa, Amamentando ou dando o biberão, com fraldas descartáveis ou reutilizáveis, andado no carrinho ou no pano, todas nós procuramos o que achamos melhor para os nossos filhos

2.  Nunca digas nuncaLembras-te daquela mãe que estava a lidar com uma birra tremenda num supermercado e pensas-te para ti mesma que o teu filho nunca teria essa hipótese? Amanhã poderás ser tu. Quando passares por essa mãe, sorri-lhe. Provavelmente é aquilo que ela precisa para saber que está a dar o melhor dela e a apanhar o seu coração que no meio da confusão ficou caído algures,

3.  Agradece os 5 minutos que a tua casa permanece imaculada (e não te preocupes demasiado com isso). Serás uma sortuda se conseguires chegar aos 5 minutos, aqui por casa sou eu a arrumar de um lado e o JM a desarrumar do outro.

4.  Vais aprender a fazer quase tudo com apenas uma mão. A menos que utilizes o babywearing como a solução de todos os problemas (e é mesmo!). Irás a aprender a fazer tudo com apenas uma mão e quando digo tudo, é mesmo tudo! Desde fazer a cama,  a preparar o jantar. Infelizmente só percebi o quanto mais fácil o babywearing tornava a nossa vida já tinha o JM tinha quase 5 meses.

5.º Nunca mais vais sozinha à casa de banho. Tendo ele que idade tiver, esquece. Se estiveres sozinha e precisares de tomar banho e ele/a teima em não dormir, vai ser essa a tua solução ou quando já andar, vai a atrás de ti, só porque sim.

6.º Vais ser sempre a ultima a trocar de roupa antes de sair de casa (isto após pelo menos duas tentativas frustradas de sair de casa). Se tentares por ventura ser a primeira certamente o teu bebé vai bolsar ou fazer o belo do xixi enquanto lhe trocas a fralda. E sim, vais voltar para trás pelo menos duas vezes mesmo tendo verificado que tinhas tudo o que precisas!

7.  Aproveita cada segundo com eles. O tempo passa demasiado rápido e não tarda já não vão querer brincar contigo nem exigir a tua atenção. Por isso em vez de veres o e-mail ou o Facebook pela milésima vez hoje, olha para eles com olhos de ver, pergunta-lhes o que mais gostaram de aprender na escola e com que de brincaram no recreio. Leiam-lhes a historia antes de ir dormir sem pressa e dêem abraços bem apertados.

8.º Não te sintas culpada. Tu és a melhor mãe do mundo para o teu filho! Sejam quais forem as tuas escolhas. Todos vão achar que têm  poder para te dizer mil e uma vez que estás errada ou que existem outras maneiras de fazer o mesmo, mas não deixes que todas essas opiniões e julgamentos te façam sentir culpada nem por um segundo! Confia em ti e no teu instinto e tudo ficará bem.

9.º Pede ajuda quando precisares. Se te sentes à beira da exaustão e precisas dormir um par de horas, pede ajuda. Se tens dúvidas, pede ajuda. Se precisas de companhia, pede ajuda. Sempre. Não tenhas vergonha. Não tens de ser a super mulher. A maternidade é uma aventura maravilhosa mas não é por isso que é fácil. Vais ter duvidas e receios, alturas de desespero e em que te sentirás sozinha e perdida por isso, se precisares pede ajuda.

10.º Ai se fosse meu filho… IGNORA!!! Ignora todo tipo de opiniões de gente metida! A mãe és tu. Vais ouvir esta frase nas mais diferentes variantes como por exemplo: “Anda sempre ao colo, estás a habitua-lo mal! se está no carrinho “Coitadinho! Ele fica ai sossegado?!”, se amamentas “Com esse tamanho ainda mama? Isso já não serve para nada” ou se dás biberão “De biberão?! N\ao me digas que não querias estragar o peito a amamentar?!”…. Pura e simplesmente, IGNORA.

11.º Vais descobrir uma nova forma de amar. É um sentimento avassalador em nada comparado com o que alguma vez tenhas sentido. Prepara-te para todos os dias amar um bocadinho mais do que no anterior e mesmo sabendo isso, não estarás preparada para esse crescente amor que te inunda.

 

 

Partilhar

Deixe uma resposta